BIBLIOGRAFIA

BABBIE, Earl. Métodos de Pesquisa de Survey. Belo Horizonte: Ed.UFMG, 1999.
BOAS, Sergio Vilas (org.). Formação & Informação científica. São Paulo: Summus, 2005.
BUENO, Wilson da Costa. Comunicação e saúde: uma experiência brasileira. São Paulo, Editora Plêiade, 1996.
BURKETT, Warren. Jornalismo Científico. Rio de Janeiro: Forense, 1990.
CAIRO, Alberto. Infografia 2.0 – visualización interactiva de información en prensa. Madrid: Alamut, 2008.
CHAPPÉ, Jean- Marie. L´infographie de presse. Paris: CFPJ, s/d.
DE PABLOS, José Manuel de. Infoperiodismo – el periodista como creador de la infografía. Madrid: Sínteses, 1999.
ERREA, Javier. “El futuro de la infografia después de la guerra”. In: Revista Update, janeiro de 2004.
FINBERG, Howard e ITULE, Bruce. Visual Editing – a graphic guide for journalists. Belmont(CA):Wadsworth Publishig Company, 1990.
GENRO FILHO, Adelmo. O segredo da pirâmide. Porto Alegre: Tchê!, 1987.
GOMIS, Lorenzo. Teoria del periodismo – como se forma el presente. Barcelona: Paidós, 1991
GUIMARAES, Eduardo (org.) Produção e circulação do conhecimento: política, ciência e divulgação. Campinas: Pontes, 2003.
HERNANDO, Manuel Calvo. Manual de Periodismo Científico. Barcelona: Bosch, 1997.
HIDALGO, Antonio López. Géneros periodísticos complementários. Sevilha:Comunicación Social Ediciones y Publicaiones, 2002.
KLEINZ, Glória e PAVAN, Crodovaldo (org.). Os donos da paisagem – estudos sobre divulgação científica. São Paulo: NJR/ECA (USP), 2000.
LALLANA, Fernando. “Diseño y color infográfico”. In: Revista Latina de Comunicación Social (13), enero de 1999
LECTURIA, Elio. “¿Qué es infografia?”. In: Revista Latina de Comunicación Social (4), abril de 1998.
MACHADO, Elias; PALACIOS, Marcos (orgs.). O Ensino de Jornalismo em Redes de Alta Velocidade. Metodologias e Softwares. Salvador; EDUFBA, 2007.
MASSARANI, Luisa; MOREIRA, Ildeu de Castro e BRITO, Fátima. Ciência e Público – caminhos da divulgação científica no Brasil. Rio de Janeiro: Casa da Ciência, 2002.
MORAES, Ary. Infografia – o design da notícia. 1998. 173 f. Dissertação (Mestrado em Design). Departamento de Artes. Pontifícia Universidade Católica. Rio de Janeiro.
MORAIS, Cidoval (org). Jornalismo Científico e Educação para a Ciência. Taubaté: Cabral, 2006
NELKIN, Dorothy. Selling Science –how the press covers science and technology. New York: W.H. Freeman and Company, 1987.
OLIVEIRA, Fabíola. Jornalismo Científico. São Paulo: Contexto, 2003
PELTZER, Gonzalo. Jornalismo Iconográfico. Lisboa: Planeta, 1991.
POINSSAC, Béatrice. L´infographie. Paris:Presses Universitaires de France, 1994.
RIBEIRO, Susana Almeida. Infografia de imprensa – história e análise. Coimbra:Minerva, 2008.

SANCHO, Valero. Infografia Digital. Barcelona:Bosch, 2012.

SOUZA, Jorge Pedro. Elementos de jornalismo impresso. Florianópolis:Letras Contemporâneas, 2005.

STOVALL, James Glen. Infographics: a journalist`s guide. Massachusetts: Allyn and Bacon, 1997.TODOROV, T. Os gêneros do discurso. São Paulo: Martins Fontes, 1980

 

TEIXEIRA, Tattiana. Jornalismo e infografia. Salvador:Edufba, 2010.

VELHO, Ana Paula. A infografia no jornalismo científico: uma análise semiótica. (dissertação de mestrado). São Paulo:PUC, 2001.

VOGT, Carlos e POLINO, Carmelo. Percepção pública da ciência. Campinas:Unicamp/Fapesp, 2003.

YIN, Robert K. Estudo de caso – planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman,2005.

ZAMBONI, Lílian Márcia Simões. Cientistas, jornalistas e a divulgação científica. Campinas: Autores Associados, 2001.